quinta-feira, 26 de agosto de 2010

A Lei e o Estudo das Estrelas

Eu sempre fui de acreditar em astrologia. Eu sempre gostei do desconhecido, porque ele justamente era uma coisa desconhecida, que quase me incitava a querer descobrí-lo. Com a astrologia, signos, ascendentes e tudo mais é exatamente assim, pelo menos para mim. Eu não sei muita coisa sobre e sempre procuro saber mais, mas eu sei que ela sempre acerta.



Muita gente confunde astrologia com astronomia e é fácil de confundir. Não digo apenas pela simples letras que mudam no nome das duas ciências, mas porque elas tem uma mesma base: o estudo dos astros. A astronomia por pensamentos mais físicos e terrenos, enquanto a astrologia se deixa levar pelas interpretações num ramo extra-sensorial. Eu gosto tanto de astronomia quanto de astrologia. Acho incrivel essa coisa de descobrimento de dados sobre novos astros ou da liberação de dados sobre antigos astros. Não sei como isso deve funcionar, porque é algo maior do que apenas a paixão pela ciência astronomica, envolve governo e segurança mundial. 


Pode parecer coisa de filme sensacionalista, esse meu pensamento, mas eu acredito nisso também. Mas a astrologia é algo que existe na minha vida desde sempre e eu devo culpar meu pai por isso. Culpo meu pai também pela paixão pela astronomia. Meu pai é, praticamente, o culpado de tudo e essa culpa é o presente dele para o dia dos pais. Simples. Mas, deixa eu parar de culpar meu pai e voltar ao assunto de uma vez. 


Sim, porque a astrologia começou na minha vida acho que juntamente com a minha capacidade de ler. Eu gostava de ler o horóscopo e tentava encaixar o que ele dizia ali, no meu dia a dia. E não é que eu encontrava associações? Eu ainda encontro até hoje. Bem, a origem do gostar? Ah sim, meu pai. Meu pai sempre foi um mente aberta e etc e tal, então eu sempre conheci vários lados de uma mesma história. Isso se tratando tanto do estudo dos astros quanto da origem da vida. Na verdade, ele apenas me apresentou as coisas, se eu gostava ou não, era problema meu.


E eu comecei a gostar exatamente por encontrar as associações com as coisas do dia a dia. Até hoje isso ainda funciona. Hoje mesmo eu abri o meu email e recebi meu horóscopo personalizado diário e me assustei mais uma vez porque aquilo disse em alguns parágrafos, exatamente como eu estava agindo. Ele me disse que eu ando sensível demais e que isso é a causa das minhas pisadas de bola atuais. O que pode ser verdade, porque eu nunca me senti tão vulnerável. 


Disse também que eu tenho que deixar as pessoas respirarem e que não posso simplesmente pegar todo mundo no colo e querer espantar qualquer coisa ruim. Verdade também, identifico isso com cenas que eu vejo no meu trajeto para o trabalho, do trabalho para a faculdade e da faculdade para casa. Não dá pra agarrar o mundo com os meus membros, mas eu quero fazer isso. Bem, resumindo, eu acredito piamente na astrologia, porque ela é a união mais improvável das ciências humanas e exatas. 


Cálculos que podem descrever a personalidade de uma pessoa e que podem prever o futuro? É uma união improvável, definitivamente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se sinta à vontade para comentar o que quiser sobre o artigo lido, apenas mantenha o respeito às pessoas.