quinta-feira, 9 de maio de 2013

A melhor notícia do ano (Por enquanto)

Há muitos meses, eu descobri que a Editora Draco abria antologias para novos autores enviarem seus contos (além de eles serem super acessíveis com livros de novos autores); de longe a forma mais democrática de descobrir novos escritores e uma maneira muito legal de se aproximar ainda mais dos leitores. Eu adorei a ideia e já começava a pensar em tramas assim que via antologias em aberto, mas foi só no inicio desse ano que eu realmente baixei a cabeça e me coloquei a trabalhar no primeiro conto que eu enviaria para a editora. A partir do tema da antologia (histórias de amor num ambiente distópico), eu comecei uma história que eu sempre quis escrever: um futuro apocaliptico, onde todos os recursos naturais da Terra estão escassos, onde nações se fecharam para preservar o que tem e onde caravanas viajam pelo deserto.

Eu amo a ideia das caravanas por causa da aproximação com a nomadismo e com a cultura árabe (porque, além disso, a etnia árabe me fascina) e então, eu escrevi. Enviei para o meu amigo e editor pessoal Kaio dar uma revisada e enviei o conto. Eu estava ansiosa pela resposta da editora e, juro, que já estava pronta para o "não"; foi aí que eu vi que "A Cidade do Eterno Verão" tinha sido escolhido para integrar a antologia de contos e que eu teria parte do meu sonho de vida realizado: ser formalmente uma escritora. Num primeiro momento, eu não acreditei quando vi meu nome lá, mas no momento seguinte já estava pulando pela casa e gritando para a família que meu conto seria publicado... Pode parecer uma coisa pequena, um conto publicado quando eu poderia ter um livro publicado, mas o impacto disso em mim é muito grande.

Eu não minto quando digo que o sonho da minha vida é publicar alguma coisa que as pessoas gostem, então uma parte de uma parte será realizada. Eu espero agora que as pessoas comprem o livro (ou o ebook, ou o e-conto, quando sair) e que elas gostem, por que de que adiante publicar alguma coisa se as pessoas não gostam ou não têm acesso?! É isso, a melhor notícia do ano. Por enquanto. E eu tenho que agradecer a Editora Draco por essa oportunidade e agradecer a mim mesma por não ter deixado essa oportunidade passar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Se sinta à vontade para comentar o que quiser sobre o artigo lido, apenas mantenha o respeito às pessoas.